— SIMSOCIAL 2012

João Freire na última atividade do SimSocial 2012

A última atividade do SIMSOCIAL 2012, foi marcada pela palestra do professor João Freire Filho, do Programa de Pós-Graduação da ECO/UFRJ. Com o tema Ser célebre: o anseio por reconhecimento e as estratégias de visibilidade no ambiente virtual, o professor falou na noite do segundo dia do evento sobre questões que têm causado muito interesse, na qual passa por fenômenos que lhe causam perplexidade. E assim se originou sua atual pesquisa sobre o anseio por reconhecimento e estratégias de visibilidade no ambiente virtual. Como é possível esse interesse por ser celebre ter sido difundido de forma tão forte neste milênio? Por que esse anseio por notabilidade?

João Freire argumenta que as pessoas tendem a assimilar a celebridade aos meios de comunicação e que isso é um equivoco. O termo celebridade surgiu ainda no século XIX e que as maiores pesquisas nessa área são feitas no campo da historia e literatura. Atualmente, apesar da fama ainda ter um caráter obscuro, a busca por reconhecimento é muito grande. Para ilustrar, o professor mostrou alguns exemplos de como essa busca é presente desde a infância, incentivada pelos pais e mostrou também vários livros sobre o tema: Como se tornar uma celebridade, Marketing da visibilidade,15 Minutes of Fame: Becoming a Star in the YouTube, The Fame Game, dentre outros.

O professor trouxe também o exemplo do programa Big Brother, um fenômeno no Brasil, que não teve tanto sucesso em países como os Estados Unidos. A contradição do Big Brother é a de propor uma possibilidade de fama, “sendo você mesmo”. É um jogo onde o foco é mostrar que não se está jogando. E neste contexto entra a questão da “Ética da autenticidade”. João Freire traz a autenticidade aqui como um compromisso só consigo mesmo, inclusive quebrando regras  e convenções sociais. O “ser alguém na vida” envolvendo autenticidade, visibilidade e performance.

As questões de sua pesquisa perpassam as seguintes discussões: a percepção, a expressão e a gestão do valor individual; a condição de ser célebre como fator de ascensão social e como parâmetro da validação existencial; descentralização da produção da celebridade e democratização da expectativa da notabilidade; celebrificação (formas de assimilação da lógica da celebridade em diversas áreas sociais) e celebrização (processos mediantes os quais as pessoas comuns e figuras públicas são transformadas em celebridades); forças moventes ou modeladoras: mediatização, mercadorizaçao e personalização.

O professor indica então algumas bibliografias sobre o tema, como: De la visibilité (Nathalie Heinich), The Celebritization of Society and Culture (Olivier Driessens) e Visibility in Social Theory and Social Research (Andrea Brighenti).

João Freire ilustra com vários sites sobre como se tornar famoso e encerra sua conferência apresentando o caso de fama de Eike Batista e a forma como o trabalho dele dá lugar à vida pessoal.